Blitz da PRF na BR-210 convida motoristas a doar sangue e alerta sobre riscos de acidentes | Amapá | G1

Blitz da PRF na BR 210 convida motoristas a doar sangue e alerta sobre riscos de acidentes
Blitz da PRF na BR 210 convida motoristas a doar sangue e alerta sobre riscos de acidentes

Aldo Balieiro, superintendente da PRF, durante blitz educativa em alusão ao Maio Amarelo — Foto: Victor Vidigal/G1Aldo Balieiro, superintendente da PRF, durante blitz educativa em alusão ao Maio Amarelo — Foto: Victor Vidigal/G1

Aldo Balieiro, superintendente da PRF, durante blitz educativa em alusão ao Maio Amarelo — Foto: Victor Vidigal/G1

Pensando em conscientizar a população de Macapá a doar sangue e diminuir acidentes de trânsito, agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e estudantes de medicina da Universidade Federal do Amapá (Unifap) realizaram nesta quarta-feira (15) uma blitz educativa em alusão ao Maio Amarelo em frente ao posto da corporação na BR-210, na Zona Norte.

Nas conversas eles incentivaram motoristas e passageiros a participarem da doação coletiva no dia 22 de maio, no Instituto de Hemologia e Hemoterapia do Amapá (Hemoap).

A preocupação é principalmente com vítimas de acidentes de trânsito, que segundo Amadhonnis Pereira, diretor de extensão da Liga de Hematologia da Unifap, são as que mais necessitam.

“O nosso estado tem várias deficiências na saúde, basta observar o Hospital de Emergência (HE) que é uma unidade super lotada e muitas que estão ali são vítimas de acidentes de trânsito. A gente sabe que as bolsas de sangue que saem do Hemoap também são para atendimento desse tipo de vítima”, destacou Pereira.

Amadhonnis Pereira explica para motorista sobre a doação de sangue — Foto: Victor Vidigal/G1Amadhonnis Pereira explica para motorista sobre a doação de sangue — Foto: Victor Vidigal/G1

Amadhonnis Pereira explica para motorista sobre a doação de sangue — Foto: Victor Vidigal/G1

A preocupação se justifica, já que no Amapá, até o início deste mês, a PRF registrou nove óbitos em 56 acidentes nas rodovias federais, em 2019. Nestes, 54 vítimas ficaram gravemente feridas.

“Pretendemos nesse momento chamar atenção para que a gente possa diminuir o número de acidentes, de óbitos e da gravidade desses acidentes e que isso possa refletir na redução das vítimas que vão para o hospital e precisam de doação sanguínea”, frisou Aldo Balieiro, superintendente da PRF.

O motorista Joelson Cardoso, de 47 anos, nunca doou sangue, mas após saber da campanha prometeu que vai refletir sobre o assunto e repassar a notícia a familiares e amigos.

“Nunca doei, mas é muito importante participar, nunca se sabe quando eu vou precisar ou alguém próximo. Vou fazer uma força para ajudar e avisar outras pessoas para participarem também”, disse.

Quem conhece bem a importância da doação é o eletricista Ivanilson Cunha, de 42 anos. Ele virou doador há cerca de um ano, após um amigo precisar de sangue para fazer uma cirurgia.

“Comecei a doar porque um amigo meu precisou e vi o quanto é difícil conseguir o sangue. Mobilizamos parentes e amigos para ajudar e alcançamos cerca de 20 bolsas [de sangue]. Desde aí eu e minha filha viramos doadores. Vejo como um ato de amor essa doação”, contou.

Maio Amarelo

É um movimento internacional com objetivo de chamar atenção da sociedade para redução de acidentes de trânsito. Ele ocorre em maio em alusão ao dia 11 do mês, data em que a Organização das Nações Unidas (ONU) decretou esta como sendo a década da Ação para Segurança no Trânsito.

Blitz educativa ocorreu na manhã desta quarta feira (15), na sede da PRF na BR 210 — Foto: Victor Vidigal/G1Blitz educativa ocorreu na manhã desta quarta feira (15), na sede da PRF na BR 210 — Foto: Victor Vidigal/G1

Blitz educativa ocorreu na manhã desta quarta-feira (15), na sede da PRF na BR-210 — Foto: Victor Vidigal/G1

Para ler mais notícias do estado, acesse o G1 Amapá.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*