Educadora Helena Faria de Barros morre em Presidente Prudente aos 88 anos | Presidente Prudente e Região | G1

Educadora Helena Faria de Barros morre em Presidente Prudente aos 88 anos
Educadora Helena Faria de Barros morre em Presidente Prudente aos 88 anos

Educadora Helena Faria de Barros — Foto: Assessoria de Comunicação e Imprensa/FCT/UnespEducadora Helena Faria de Barros — Foto: Assessoria de Comunicação e Imprensa/FCT/Unesp

Educadora Helena Faria de Barros — Foto: Assessoria de Comunicação e Imprensa/FCT/Unesp

A educadora Helena Faria de Barros morreu neste domingo (12), em Presidente Prudente (SP), aos 88 anos.

Segundo as informações obtidas pelo G1 junto aos familiares, ela estava internada na Santa Casa de Misericórdia, onde teve um agravamento de um quadro de doença renal crônica, que acabou por comprometer-lhe outros órgãos.

Em uma cerimônia que contou com a presença de parentes, ela foi cremada na tarde desta segunda-feira (13), em Maringá (PR).

A educadora, que foi casada com Gercino Agarranchar de Barros, de quem ficou viúva em 1966, deixou seis filhos, 22 netos e seis bisnetas.

Nascida em Marília (SP), Helena Faria de Barros era graduada em pedagogia, pelo Instituto Sede Sapientiae, da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), e pela Faculdade do Sagrado Coração de Jesus, de Bauru (SP).

Ela obteve os títulos de doutorado e livre-docência na área da educação na Universidade Federal de Santa Maria (RS).

Em Presidente Prudente, ela trabalhou na Universidade Estadual Paulista (Unesp), no Centro Universitário Toledo e, desde a fundação, na Universidade do Oeste Paulista (Unoeste).

Em 2013, ela recebeu o título de professora emérita da Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT), da Unesp, em Presidente Prudente, em reconhecimento aos serviços prestados como educadora.

A educadora proferiu cursos em instituições no Brasil e no exterior e ainda chegou a ser convidada a trabalhar em um projeto da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) na área da educação para jovens.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*