VÍDEO: Menina cai de parede de escalada de 5 metros e fratura a bacia em festa em São Carlos | São Carlos e Araraquara | G1

VÍDEO: Menina cai de parede de escalada de 5 metros e fratura a bacia em festa em São Carlos
VÍDEO: Menina cai de parede de escalada de 5 metros e fratura a bacia em festa em São Carlos

Menina de 8 anos fratura a bacia após cair de parede de escalada em festa em São Carlos

Menina de 8 anos fratura a bacia após cair de parede de escalada em festa em São Carlos

Uma menina fraturou a bacia após cair de uma parede de escalada de 5 metros de altura em um buffet infantil, em São Carlos (SP). O vídeo da queda viralizou nas redes sociais e tem colocado os pais em alerta. (veja o vídeo acima).

O acidente aconteceu o início da festa de aniversário de 8 anos da vítima, no dia 31 de maio. A criança fraturou um osso da região da bacia e precisou passar por cirurgia. Segundo a família, ela deverá ficar oito semanas sem andar.

O buffet emitiu uma nota dizendo que seus brinquedos são vistoriados, que apura hipótese de falha humana e que tem prestado todo atendimento à família. (veja nota completa abaixo).

Menina de 8 anos sofre acidente em parede de escalada em buffet infantil de São Carlos — Foto: Reprodução/Arquivo PessoalMenina de 8 anos sofre acidente em parede de escalada em buffet infantil de São Carlos — Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal

Menina de 8 anos sofre acidente em parede de escalada em buffet infantil de São Carlos — Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal

No vídeo, durante a escalada a menina se desprende da parede em alguns momentos e fica presa apenas pela cadeirinha, mas, quando chega no alto, o equipamento se solta e ela cai no chão.

Por telefone, a família disse que não havia pessoas no buffet preparadas para prestar os primeiros socorros e que a proprietária insistiu em levar a criança ao hospital no carro dela, sem esperar atendimento do Corpo de Bombeiros ou do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Disse ainda que as despesas médicas estão sendo cobertas pelo plano de saúde da família.

Falta de segurança

Segundo praticantes de escalada, o vídeo aponta alguns erros de segurança, entre eles a falta do capacete. Além disso, a cadeirinha está frouxa no corpo da menina e o ponto de amarração está no local errado.

“A cadeirinha não precisa estar muito apertada, mas ela tem que estar firme no corpo de forma que se fizer pressão, ela não passe no quadril”, explicou Marília Gabriela Pedroso, presidente da equipe Centro Universitário de Montanhismo e Excursionismo (Cume), uma associação sem fins lucrativos que presta monitoria de escalada. Equipamentos de escalada usados pelo Corpo de Bombeiros de São Carlos.  — Foto: Wilson Aiello/EPTVEquipamentos de escalada usados pelo Corpo de Bombeiros de São Carlos.  — Foto: Wilson Aiello/EPTV

Equipamentos de escalada usados pelo Corpo de Bombeiros de São Carlos. — Foto: Wilson Aiello/EPTV

A dona de uma academia que tem escalada entre os treinamentos diz que em locais usados por amadores é indicado o uso de amortecimento, o que não havia no buffet, onde a menina caiu diretamente no chão.

“Em locais que você tem pessoas que não são da prática da escalada é recomendado o uso de um colchão específico porque mesmo com o encordoamento pode ser que a pessoa possa por ventura cair e ter essa queda amortecida”, afirmou Marina Demarzo.

Ela garante que a prática é segura: “Se você tem profissionais capacitados e os equipamentos corretos, é um esporte absolutamente seguro.”

Buffet apura falha humana

Os responsáveis pelo buffet não quiseram dar entrevista, mas emitiram uma nota na qual dizem que os equipamentos estão em conformidade com as normas e que investigam hipótese de falha humana. Veja a nota na íntegra:

Buffet infantil de São Carlos emite nota de esclarecimento sobre acidente em parede de escalada.  — Foto: Reprodução Buffet infantil de São Carlos emite nota de esclarecimento sobre acidente em parede de escalada.  — Foto: Reprodução

Buffet infantil de São Carlos emite nota de esclarecimento sobre acidente em parede de escalada. — Foto: Reprodução

Segundo o Corpo de Bombeiros, a vistoria do buffet está em dia, mas o procedimento não inclui a checagem dos equipamentos de segurança do brinquedo. A corporação disse ainda que os equipamentos devem ter certificação.

“É interessante que o proprietário avalie a segurança, peça para um engenheiro de segurança avaliar os equipamentos e ver se eles são certificados, verificar se a pessoa que acompanha a escalada é capacitada, se tem cursos”, afirmou o tenente João Paulo Laso.

Veja mais notícias da região no G1 São Carlos e Araraquara.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*